Celular em promoção: vale a pena investir nas ofertas?

homem segurando celular em promoção

Com toda certeza, você já viu anúncio de celular em promoção. E, também com certeza, ficou com uma “coceirinha na carteira” para sacar o cartão de crédito. Se não se comportou assim, você está fora das estatísticas atuais das relações comerciais no universo dos dispositivos móveis.

O fato é que a gente não sabe se essa postura é elogiável ou não. Ou seja, não é possível dizer se você se livrou de um problema ou se perdeu uma oportunidade. Afinal, cada caso é um caso.

Atualmente, há dispositivos celulares de todo os tipos, em todas as cores, em muitos formatos e, especialmente, com alta variação de preço. Os preços variam tanto que fica até complicado analisar o tal custo-benefício. Afinal, como saber se:

  • uma câmera mais potente é melhor que mais memória?
  • dual chip é mais conveniente que bateria com vida mais longa?
  • a cor dourada vistosa é tão ou mais importante que uma tela mais sensível?
  • mais memória é menos interessante que o peso do aparelho?

Cada usuário tem sua própria noção do que é melhor para si. Assim, as empresas fabricantes de dispositivos precisam focar no que a maioria prefere. Esse caráter de individualidade fica mais evidente diante de oferta de celular em promoção.

Aquele preço 30% mais baixo que o do mercado daquele smartphone vale mesmo a pena? Por que será que está com valor tão baixo? Teria algum problema estrutural? Algum entrave físico que cause travamento ocasional?

É difícil saber. Por isso, veja algumas dicas valiosos para quando você se interessar por um celular em promoção.

Celular em promoção e o instinto de vantagem

aparelhod e celular em promoção
Anúncios de celular em promoção sempre tentam nos passar a sensação de vantagem.

A gente tem tido oportunidade para comentar nos artigos deste site que, em economias em desenvolvimento, a palavrinha “promoção” tem força inacreditável. E força de atração. Basta o consumidor ser minimamente consciente para ser atraído por ela.

Nesse cenário, um celular em promoção não interessa apenas à camada social menos potente financeiramente. Ele é interessante para todos. Justamente por ser um celular em promoção. É questão de saber aproveitar oportunidades e, assim, obter vantagem de onde menos se espera.

Trata-se também de questão de consumo inteligente. Ou seja, não tem a ver somente com questões de economia, mas também com formatação do conceito de não consumismo.

Então, depois de ler o capítulo seguinte que mostra as características das categorias dos celulares (assim, você vai definir se um celular está mesmo em promoção ou não), veja dicas interessantes para o momento de comprar um celular em promoção.

Categorias de aparelhos celular em promoção

pessoa segurando aparelhod e celular em promoção contra túnel de luz
Há várias categorias de aparelhos de celular em promoção.

Você sabe que os celulares são classificados de acordo com categorias.

  • Celulares de entrada
  • Dispositivos intermediários
  • Celulares Top de Linha

Então, essa classificação precisa ser levada em consideração no momento de se definir se o celular em promoção é mesmo boa oportunidade de negócio. Ou não é. Afinal, um celular em promoção de entrada vendido pela metade do preço de um celular top de linha não parece uma boa pedida, pois a metade do preço de um top de linha é maior que o preço cheio de um celular de entrada.

Veja agora as características de cada categoria. Assim, vai ter muito mais informações no momento da compra.

Celulares de entrada

Os dispositivos com características mais básicas são conhecidos como “celulares de entrada”. O conceito está vinculado ao processo de hábitos do consumidor. Ou seja, significa que o cidadão está “entrando no universo dos smartphones”. Sim, a ideia é essa.

Nesse contexto, deduz-se que ele não queira um aparelho altamente sofisticado, desses que só faltam oferecer suco de laranja por alguma portinha secreta. Assim, essa categoria de aparelho, que pode ser um celular em promoção, contém ferramentas apropriadas para o dia a dia do usuário.

E ferramentas mais ou menos simples, que não requerem desempenho espetacular. Afinal, o cidadão está começando a se habituar com o manuseio de seu aparelho. Por outro lado, o proprietário usufrui de praticamente todas as funcionalidades de dispositivos de categoria superior, mas sem, por exemplo, velocidade, visualidade, sonoridade extremas.

Ou seja, o usuário vai navegar pela internet normalmente, acessar suas redes sociais, ouvir suas canções preferidas. Entretanto, a configuração do celular em promoção chamado “de entrada” não permite instalação de aplicativos considerados pesados, intensos.

Dessa maneira, a capacidade do aparelho pode estagnar se uma ferramenta muito pesada for instalada. Isso vai certamente provocar travamentos, lentidão e outros problemas.

Características e valores

Via de regra, um celular em promoção de entrada apresenta capacidade de memória de 1 GB 2 GB, processadores não tão potentes, com mais ou menos 1,5Ghz, suporte para gravação de arquivos de 8 GB a 16 GB. A resolução de tela – ou seja, o nível de visualidade das imagens em tela – também não é espantosa.

Interessante: os processadores dos dispositivos – seja um celular em promoção ou não – trabalha com núcleos de cálculos. Atualmente, há processadores com número de 1 a 8 núcleos. A capacidade dos núcleos é medida em “gigahertz” (Ghz). Esse número representa a quantidade de cálculos que o processador consegue fazer.

As câmeras dos smartphones de entrada – celular em promoção ou não – não são exatamente fracas, mas você não vai extrair imagens profissionais. Elas não possuem muitos recursos para edição de imagem, por exemplo. Sua capacidade de resolução fica em torno de 8 MP.

Além isso e ainda em relação às câmeras, é difícil achar um dispositivo de entrada com câmera frontal para selfies. Normalmente, têm apenas a traseira, que é para horizontes.

Os preços de um dispositivo de entrada ficam por volta de 300R$ a 600R$; se for celular em promoção, deve ser menos que isso, mas depende da configuração.

Smartphone intermediário

Outra categoria de smartphones que pode ser de celular em promoção é a intermediária. Como o próprio nome diz, essa categoria está um nível acima dos celulares de entrada. E, claro, como dá a entender, mantém funcionalidades um pouco mais avançadas.

Ou seja, sua configuração é apropriada para rodar aplicativos mais intensos, que precisem de mais memória e de mais velocidade. Além disso, ao contrário do celular em promoção de entrada, o intermediário consegue fazer que mais de um ou dois aplicativos estejam ativos ao mesmo tempo.

Isto é, é possível manter o WhatsApp aberto e ver vídeos, por exemplo. Além dessa característica, ainda faz que jogos com resolução mais consistentes – ou seja, mais pesados – trabalhem sem travamentos.

Por essas e outras razões, o celular em promoção intermediário atrai grande número de interessados. Clientes com condições financeiras um pouco mais efetivas preferem essa categoria. Afinal, não se consideram, digamos, novatos no mundo da tecnologia dos smartphones.

Características e valores

O celular em promoção intermediário, via de regra, apresenta memória RAM a partir de 2 GB e capacidade de armazenamento superior a 16 GB e a até 64 GB. Além disso, também trabalha com processador octa-core. Ele tem, via de regra, tela em HD e Full HD em alguns modelos, mas não necessariamente.

As câmeras são também outra característica importante para o celular em promoção intermediário. Elas vêm na parte frontal e traseira – ou seja, produzem imagens do horizonte e selfies. Além disso, detêm funcionalidades bem mais avançadas para tornar os “clicks” momentos realmente especiais.

Interessante: o termo octa-core significa que o processador contém oito núcleos. Nesse caso, trabalhando em conjunto, esses núcleos fazem o aparelho (celular, notebook ou tablet) operar muito mais rapidamente e sem entraves. Claro, isso depende da quantidade de GHz de cada núcleo, conforme mencionado acima.

Um fator importante em relação ao celular em promoção intermediário é que ele se subdivide em dois grupos: os intermediários em si e os intermediários premium. Os primeiros são excelentes para a rotina e seu preço está por volta de 1000R$. Já os segundos são bem mais avançados e seu preço gira em torno de 1200R$.

Smartphone Top de Linha

Não é muito difícil adivinhar que as funcionalidades dessa categoria são realmente fantásticas. Ele, em si, é altamente sofisticado. Tal sofisticação não está apenas na aparência, mas igualmente na estrutura interna e nas peças, além de apresentar recursos mais inovadores.

Certamente, os dispositivos dessa categoria, mesmo que seja celular em promoção, são os mais caros. Afinal, detêm tecnologia avançada e performance muito mais abrangente.

A memória RAM é, no mínimo, de 4 GB e ela trabalha sob os melhores processadores do mercado. Os núcleos desses processadores tem mais de 2 Ghz. A capacidade de armazenamento pode chegar a 128 GB.

O preço do smartphone top de linha é normalmente superior a 1800R$. Quando for celular em promoção, portanto, o valor deve ser menor que esse.

Veja se é mesmo celular em promoção

Aparelho de celular em promoção nas mãos de uma pessoa
Verifique sempre os anúncios de celular em promoção para garantir que o preço é mesmo promocional.

Deve-se levar em consideração, nesse contexto, que o termo “promoção” nem sempre se associa exclusivamente ao preço em si. Afinal, pode estar se referindo a prazo de entrega, a frete gratuito, a período de garantia estendido sem ônus etc.

Sendo realmente um celular em promoção, veja o que você precisa saber para que a compra valha a pena.

Meça a realidade de um celular em promoção

A gente vive numa sociedade violenta infelizmente. Até pouco tempo, era possível identificar as regiões mais violentas da cidade em que você mora. Atualmente, essa divisão já não é fácil. Ou seja, o país inteiro está violento.

Especialmente em se tratando de roubo e furto de celulares. Eles são arrancados do bolso no transporte, do porta-celular em carros parados em semáforos, das bolsas em mesas de barzinhos etc.

Nesse cenário, aquele smartphone que está pela metade do preço é investimento realmente interessante, mas no momento da compra. Isto é, expô-lo pode acarretar consequências negativas. Então, adquirir um aparelho que vai ficar escondido o tempo todo seria uma boa?

Meça suas necessidades

O preço pode ser bom; a câmera, bem interessante capaz de tirar fotos profissionais; os processadores podem ser rápidos e potentes a ponto de manter dois ou três aplicados ativos sem qualquer problema. Mas tudo isso é importante para seu dia a dia?

Ou seja, adquirir um celular em promoção somente porque está mais ou menos barato não significa que você precise de tudo que ele oferece. A menos, claro, que você seja comerciante de celulares e vá negociá-lo rapidamente.

Então, não sendo comerciante, se você procurar outro aparelho menos sofisticado, pode até ser que consiga um preço ainda melhor. E as configurações vão atender suas necessidades também de maneira em adequada. Isto é, um outro dispositivo pode ser “sua cara” ainda mais.

Meça o mínimo necessário em um celular em promoção

Certo. Você pode não precisar de todas as funcionalidades de um celular em promoção. Assim, se o adquirir, em vez de aproveitar oportunidades, vai perder dinheiro.

Por outro lado, um dispositivo – sendo celular em promoção ou não – precisa ter algumas funções que, atualmente, são extremamente importantes. Certamente e por conta dessa importância, os smartphones já saem de fábrica com tais funções.

Mas é sempre bom confirmar a presença deles. Nesse caso:

  • wi-fi é uma das funções mais necessárias a fim de economizar no pacote de dados
  • o dual chip é importante, pois o sinal de uma operadora pode não ser tão bom em determinadas regiões. Até poucos anos atrás, as pessoas adquiriam dois aparelhos para economizar em determinados programas promocionais de operadoras distintas. O dual chip resolveu esse problema
  • Câmera frontal também é função indispensável, especialmente para jovens e adolescentes. Afinal, selfies e vídeos são hábitos dos quais ninguém quer se livrar. Por outro lado, há determinadas circunstâncias em que uma câmera frontal pode ter papel crucial para comprovar certos fatos do dia a dia

Rápida obsolência

Não se trata de saudosismo barato, mas todos dizem que os produtos feitos antigamente duravam muito mais tempo. Com isso, se quer dizer que as indústrias atuais em geral fazem seus produtos com prazo de validade. Afinal, precisam que o mercado busque produtos constantemente.

É assim que giram seus estoques e mantêm suas finanças. No mercado de dispositivos, isso é comum justamente por conta das facilidades tecnológicas. Com elas, dá para “prever” a vida útil de uma peça ou de uma estrutura. Ou seja, “obsolência programada”.

Nesse caso, mesmo que o preço de um celular em promoção seja bem atraente, valeria a pena investir nele para usar por alguns meses ou anos?

Relação qualidade X preço

O preço de um produto tem a ver com a qualidade? Ou seja, essas variáveis são inversamente proporcionais? Isso talvez seja verdade na maioria dos produtos de muitos mercados do mundo. Contudo, em se falando de smartphones – sendo ou não celular em promoção -, essa ideia não se aplica.

Não se aplica pelo menos não de todo. Isso significa que muitos smartphones de categorias diferente podem ter funcionalidades semelhantes. Aliás, bastante semelhantes a ponto de o preço do “melhor” não ser compatível com as pequenas diferenças em relação ao “pior”.

Pense nisso.

Celular em promoção pode ser boa oportunidade. Ou não. Há diversas variáveis que tornam um aparelho interessante num momento, mas não em outro. Você, leitor, já aproveitou oportunidade semelhante? Diga como foi sua experiência em relação a isso.

RESPONDER