Renda extra na internet: Saiba como ter a sua!

Renda extra na internet

Renda extra na internet é coisa de magia. Certamente, a gente seria apontado como milagreiro se pudesse voltar no tempo e mostrar a internet para alguém de um século atrás. Ou apontado como candidato à fogueira da Inquisição.

Aliás, é até possível que isso aconteça mesmo nos dias atuais em comunidades distantes. Determinadas situações que ocorrem no mundo virtual parecem coisa de maluco para muitos.

Haja vista as chamadas “criptomoedas”, que enriquecem muitas pessoas de uma semana para outra. Tais pessoas queriam apenas uma renda extra na internet e acabaram deixando seus empregos, sua vida anterior e, inclusive, relações anteriores.

O artigo de hoje tem essa pretensão: “mostrar como é possível obter renda extra na internet”. Entretanto, sem pirâmides financeiras, sem milagres, ou seja, sem golpes.

Que tal ganhar dinheiro bisbilhotando? Sim… há empresas que pagam por isso também.

Veja.

Renda extra na internet: o lado obscuro

Não existe uma forma de renda extra na internet fácil.
Não existe uma forma de renda extra na internet fácil.

Antes, uma análise sobre renda extra na internet.

A primeira ideia que você precisa ter sobre renda extra na internet é que “não existe renda extra fácil na internet”. sobretudo, nem em lugar algum. Muita gente já perdeu dinheiro – alguns, até mesmo a vida – por ter rejeitado esse conceito.

Boa parte das pessoas diz que a internet criou uma infinidade de oportunidades de trabalho e de ganhos financeiros. Numa avaliação um tanto mais profunda, percebe-se que, em verdade, ela apenas assimilou oportunidades que já existiam na vida real.

Ou seja, tomou para si nova maneira de aplicar a inteligência oportunista de muitos empreendedores. Ou seja, muitos que tinham ideias para ganhos extras transferiram sua base de operação para a internet. Tanto para o bem quanto para o mal.

Mesmo as conhecidas “moedas virtuais” mencionadas acima não representam ideia nova. É inovadora, mas não nova. Trata-se das boas e velhas operações de câmbio que, como se sabe, existem tanto sob legalidade quanto ilegalidade. As cripto moedas também.

Até os criadores de sites já existiam antes. Contudo, seu trabalho era impresso em revistas, jornais ou apresentados em TV. Apenas levaram seus conhecimentos para o mundo virtual.

Com certeza, há alguns trabalhos criados exclusivamente após o advento da internet, como especialista sem rede de computadores. Contudo, isso acontece com qualquer inovação, como no caso da invenção do automóvel. Até então, não existia mecânico automotivo.

Novas estratégias; velhos golpes para renda extra na internet

Nesta semana (estamos em 09/19), um casal foi preso por aplicar o velho golpe da extorsão por meio de imagens. Antes da internet, mulheres mal intencionadas se deixavam fotografar com homens importantes em momentos de intimidade. O fotógrafo, claro, era comparsa.

Na modalidade virtual, elas enviam fotos com roupas íntimas para qualquer um e pedem que esse “qualquer um” envie suas próprias imagens. Depois, é só aplicar o golpe. Elas alertam que vão divulgar as imagens íntimas do “qualquer um” para todos os seus conhecidos nas redes sociais.

O casal de golpistas foi preso, mas a dignidade de muitos “quaisquer uns” já estava abalada.

Até mesmo a ação de hackers é antiga. Antes, entravam em lares como serviçais quaisquer e, mesmo na presença dos donos, davam um jeito de vasculhar gavetas e armários em busca de dinheiro; agora, entram em contas bancárias. Antes, invadiam escritórios em busca de documentos comprometedores; agora, invadem as nuvens de arquivos.

Antes, fotografavam um carro de luxo qualquer e anunciavam em classificados de jornais impressos pela metade do preço. Dispunham de telefone para contato. Certamente, ingênuos interessados em vantagens fáceis telefonavam e eram induzidos a depositar certa quantia em certa conta bancária a título de “sinal de negociação”.

Nunca mais vêem seu dinheiro nem o carro nem a dignidade.

Renda extra na internet: o lado iluminado

Há várias oportunidades de se obter uma renda extra na internet.
Há várias oportunidades de se obter uma renda extra na internet.

Mas, claro, nem só de golpistas vivem os sistemas de renda extra na internet. Há oportunidades brotando aos borbotões. Como a gente viu acima, já existiam antes, mas são muito mais abundantes na internet porque esta tem alcance mundial.

(E, quando a ciência evoluir o suficiente, terão alcance interplanetário. Com toda certeza).

Veja algumas maneiras de ter renda extra na internet. Honestamente.

Renda extra na internet: Designer

Certamente, é a principal atividade associada à renda extra pela internet. Mesmo porque, a base do mundo virtual é o uso da imagem como elemento de comunicação. Nesse contexto, os blogs e sites se tornam excelente fonte de ganhos. Extras ou principais.

Contudo, se tiver bom poder de comunicação, já pensou em abrir um canal em sites de vídeo? Tem ideia de quanto se pode arrecadar com ele? Bem… vários “youtubers” sabem.

A terceira oportunidade mais oferecida pelo universo virtual é o chamado “marketing de afiliados”. Você já ouviu falar nisso, claro. E também já foi alvo deles. Trata-se de estratégia em que um blog ou site publica anúncio de parceiros.

Cada vez que um internauta clica no anúncio, o proprietário do site recebe algum crédito. Ao fim de certo período, esses créditos podem ser trocados por recursos financeiros.

O Google, o Facebook e outras plataformas virtuais dispõem desse serviço. Informe-se.

Interessante: nem mesmo o marketing de afiliados é ideia nova, exclusiva da era da internet. Antes dela, a emissoras de rádio já usavam essa técnica. Ao comprar o produto anunciado, bastava o ouvinte dizer que ouvira o anúncio na emissora para ter alguma vantagem na compra. Certamente, a própria emissora também tinha suas vantagens. Se não em valores, pelo menos em ibope.

Renda extra na internet: Freelancers

Quando se fala em renda extra na internet, pensa-se imediatamente em “freelancers”. Aliás, também não é novidade exclusiva do mundo virtual. Trata-se obviamente do chamado “bico”. Contudo, dependendo do nicho de mercado, o trabalho freelancer pode se transformar em atividade principal do profissional.

É o caso de muitas secretárias, por exemplo.

Se você for top em organização de compromissos, conhecer um pouco de finanças e tiver sensibilidade para guardar segredos, secretariado virtual pode ser seu ramo. Há profissionais dessa área que cuidam de até 20 pequenas e médias empresa.

Executor de planilhas

Outra atividade freelancer bastante procurada se refere à criação de planilhas customizadas. A internet é fonte inesgotável de modelos de planilhas. Há exemplos para tudo que se possa imaginar:

  • Finanças – fluxo de caixa, contas a receber, contas a pagar etc.
  • Estoque – controle geral
  • Logística – aplicação de estratégias de movimentação de cargas e acondicionamento de produtos
  • Tempos e métodos – desenvolvimento de gestão industrial

Dentre muitas outras. Contudo, nem todo mundo conhece a operacionalidade da planilhas. Por outro lado, a maioria das empresas prefere planilhas específicas, cujas fórmulas complexas representem exatamente o sistema interno e único de suas gestões.

Nesse caso, um bom executor de planilhas é capaz de fazer verdadeiras obras de arte. (Um leitor nosso criou uma planilha capaz de controlar o fluxo de caixa real e futuro que, ao mesmo tempo, controla pagamentos e recebimentos, além de distribuir os recursos proporcionalmente entre as despesas futuras para melhor controle geral).

Profissionais em Línguas

Se você for bom em seu idioma, há uma gama enorme de empresas e pessoas que precisam de redatores. Muitos desses profissionais são especializados em determinados temas, como finanças, esportes, telefonia celular, datas comemorativas etc.

Caso redação não seja seu forte, mas a gramática sim, então, você pode ser revisor. É outro nicho também bastante explorado.

Se você conhecer outro idioma, pode também trabalhar como tradutor. No caso de ter bom ouvido – não necessariamente, claro -, vai ser bom transcritor de áudios. Há milhares de empresas que requerem esse serviço: ouvir áudios e transferir para textos.

Ou o inverso: sonorização de textos. Nesse caso, o ideal é que se tenha voz destacável.

Interessantíssimo: atualmente, os chamados podcasts estão em alta. Muitas grandes empresas de comunicação e de jornalismo estão investindo pesado nessa estratégia. Você pode criar seu próprio trabalho de podcast usando sua voz para tratar dos mais diversos assuntos.

Gosta de ler? Aprenda a resenhar livros se ainda não souber. Há sites que pagam um bom dinheiro por boas resenhas ou resumos ou ainda crítica literária.

Produza um e-book

Ainda na área de Línguas, se você gosta de escrever, publique um e-book. Não importa o assunto. Muitos sites de editoras se restringem a alguns temas, mas, via de regra, há liberdade para escrever sobre o que você quiser.

Publique e deixe lá. Pode ser que uma grande editora se interesse por sua obra. Contudo, atualmente, esse ramo de atividade tem se dedicado muito mais a obras de não-ficção. Autoajuda, temas técnicos ou instrutivos são o ideal.

Renda extra na internet: Marketing e vendas

O marketing virtual é outra atividade que busca profissionais cada vez mais antenados, atualizados e treinados. Nesse caso, algumas estratégias são usadas exclusivamente no mundo virtual. Cada vez mais, por exemplo, a neurolinguística é base de desenvolvimento de ações de publicidade virtual.

Como o objetivo final do marketing é colocar produtos e serviços no mercado, o profissional de vendas virtuais também é bastante requisitado.

Outros tipos de renda extra na internet

Há várias fontes de renda extra na internet que não são considerados atividades freelancers.
Há várias fontes de renda extra na internet que não são considerados atividades freelancers.

Há, contudo, outros tipos de fontes de renda extra na internet que não são considerados atividades freelancers. De certa maneira, podem ser vistos como hobbies.

Pesquisas virtuais

Você gosta de buscar conhecimento variado? Já pensou em fazer pesquisas pela internet? Pois é! Há centenas de empresas que precisam compilar temas para suas matérias e textos em geral.

Um bom pesquisador – um bom curioso, no melhor sentido da palavra – pode ter excelentes ganhos com o que mais gosta de fazer: buscando fontes de temas dos mais diversos.

“Curiando”

Por outro lado, o ato de “pesquisar”, nesse caso, tem origem na internet, mas o objetivo pode ser presencial. Sorrateiramente.

Ou seja, há cadeias de lojas físicas que contratam “espiões” tanto para analisar produtos e serviços prestados tanto em suas filiais quanto nas unidades dos concorrentes.

Para isso, é necessário encontrar uma boa loja e se cadastrar como “cliente-espião”.

Opinando

Sabia que há muitas corporações cuja base de dados sobre seus produtos e serviços é a opinião dos consumidores? Pois então! Boa parte dessas empresas costuma pagar por opinião.

Elas enviam um questionário para você. Ao responder coerentemente, recebe certa quantia em vales, créditos ou em depósito bancário.

Critique um site

Boas agências de marketing virtual têm hábito de buscar críticas de internautas antes de colocar um site no ar. E pagam por isso. E pagam bem.

Assim, caso você tenha senso crítico visual, pode apontar equívocos na construção de um site. Para isso, nem sempre é necessário conhecer conceitos de designer. Aliás, as agências preferem mesmo quem não conheça conceito algum, pois, assim, a opinião vai ser baseada na sensibilidade virgem, latente, dos usuários.

Papéis financeiros

Outro “hobbie” razoavelmente atrativo é investimento em ações. Você pode aprender a investir por meio de tutoriais que as próprias financeiras disponibilizam em seus sites.

A gente conhece muita gente que gosta desse tipo de fonte de adrenalina. Sim… pois se trata de atividade com certo risco financeiro. O investidor, se errar na intuição ou na técnica, pode perder algum dinheiro. Entretanto, o risco é compensador quando a conta bancária ganha impulsos.

Pedale ou caminhe e tenha renda extra na internet

Você precisa de duas coisas para essa atividade: um celular e gosto por caminhar. Bem, se você tiver um carro, também serve, mas o senso de aventura vai ser menor. E os gastos, maiores.

Então, compre uma bicicleta, cadastre-se numa empresa de entregas e, em seu tempo vago, passe a ganhar dinheiro para sua poupança ou para a balada dos fins de semana.

Pode ser entrega de lanche ou de pratos feitos, documentos importantes, pequenas peças de automóveis ou utensílios do lar. Tudo do que você precisa é de vontade.

Se for de bicicleta, ainda há uma vantagem a mais: saúde.

Professores, instrutores e especialistas

É possível, por outro lado, que você conheça profundamente um determinado assunto. Qualquer assunto. Pode ser uma atividade, uma profissão, uma forma de artesanato etc. Seja o que for, você pode ser professor especialista.

Há muitos sites de caráter instrutivo – acadêmico ou não – que liberam espaço para você vender seu conhecimento.

Use os grandes varejistas

Imagine-se colocando um produto qualquer no site da Americanas, Amazon, Riachuelo etc. Imaginou? Isso é possível.

São os chamados marketplaces. De repente, você tem uma pequena loja de roupas no bairro onde mora. Certamente, o fluxo de clientes é mínimo, dependendo do local, e seu negócio “dá pro gasto”.

É possível dar um “up” em suas vendas. Acesse os sites de grandes varejistas e se informe. Aquele “de repente” aí de cima pode ser um “de repente, meu produto é vendido na Americanas”.

“Turismando”n>

Talvez uma das formas mais agradáveis de ter renda extra na internet é “fugindo da internet”. Esse conceito contraditório parece estranho, mas é crível. Se você gosta de viajar, seu trabalho pode ser esse: viajar.

Faça uma viagem qualquer e redija um texto sobre tudo o que aconteceu nela: tempo de viagem, meio de locomoção, hotéis disponíveis no destino, gastos diretos e indiretos, atrativos turísticos, postura do sistema comercial do destino, gastronomia etc.

Depois, ofereça seu texto a agências de viagem. Você vai ficar surpreso com o interesse delas.

Então é isso. Certamente, há maneiras outras de ter renda extra na internet. Nesse exato momento, você pode estar inventando uma. Que tal mostrar pra gente na área de comentários logo abaixo?

RESPONDER