marca de celular huawei

Marca de celular Huawei

O estilo de atuação das empresas de sucesso é, via de regra, inconfundível “quando descoberto”. Ele normalmente expõe ações ousadas, muitas vezes estranhas. No caso da marca de celular Huawei, suas ações foram das mais simples e modestas: estilo assemelhado aos dos mineiros do Brasil.

Ou seja, quietinhos, silenciosos, sem alarde, com marketing interno mais forte que o externo. Assim, acabou se mostrando uma das maiores empresas em serviços de telecomunicações. E do mundo, não apenas no complicadíssimo mercado chinês, seu país de origem.

Com isso, a marca de celular Huawei colecionou admiradores dos mais diversos tipos. Diante dos mais simples consumidores finais aos mais fortes clientes corporativos, a empresa é renomada. E tanto no Oriente quanto no Ocidente. Silenciosamente. Tranquilamente.

O DNA da marca de celular Huawei

A marca de celular Huawei tem dois hábitos saudáveis no mundo corporativo: fortalecimento de parcerias e investimento em pesquisa.
A marca de celular Huawei tem dois hábitos saudáveis no mundo corporativo: fortalecimento de parcerias e investimento em pesquisa.

A marca de celular Huawei tem dois hábitos saudáveis no mundo corporativo: fortalecimento de parcerias e investimento em pesquisa. Seu DNA é feito de planejamento baseado em estudos. Seus grandes sucessos são fundados em parceria com órgãos oficiais de pesquisa. Em 2013, travou parceria no Brasil com o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações – CPqD para criar ambientes de desenvolvimento de software.

Também por isso, seu faturamento mundial alcançou a cifra de 40 milhões de dólares naquele mesmo ano. Destes, mais de 1,5 bilhão foi conseguido no Brasil.

Outra parceria que fez alavancar a marca de celular Huawei esteve centrada nos esportes. Firmou contrato de patrocínio com o Santos, clube de futebol da Baixada Santista em São Paulo. Essa estratégia, aliás, não é atual: a empresa já patrocinava outros clubes, especialmente europeus.

É o caso do Arsenal, Atlético de Madrid, Borussia Dortmund, Galatasaray, Sport Lisboa e Benfica, Paris Saint-Germain; e também os latinos América do México, Boca Juniors, River Plate.

Marca de celular Huawei: a empresa

O nome oficial da empresa é Huawei Technologies Co. Ltd. Aliás, esse nome tem significado especial, conforme a gente menciona logo abaixo. Já é tida no mercado como multinacional. Trabalha no nicho de equipamentos para redes e telecomunicações.

Trata-se de corporação chinesa. Foi fundada na cidade de Shenzhen, que é província de Guangdong.

A BrandZ colocou a marca de celular Huawei como maior fornecedora de equipamentos em seu ranking de 2012. Já em 2017, chegou ao segundo lugar no ranking de presença no mercado chinês. E, contando a quantidade de empresas concorrentes nesse nicho, essa posição é elogiável ao extremo.

Veja bem: A BrandZ é uma espécie de organização coordenadora de banco de dados de mais de 700 mil consumidores e profissionais locados em mais de 30 países. Ela produz levantamentos de milhares de marcas no mundo inteiro, o que oferece dados para estratégias corporativas. Seus estudos são publicados anualmente em âmbitos regionais e também mundial.

Início da marca de celular Huawei

Como você viu, é empresa chinesa. Aliás, a China tem participação no mercado de celulares com centenas de empresas de todos os tamanhos. A marca de celular Huawei nasceu em 1988 pelos esforços de Ren Zhengfei.

Em verdade, a empresa tem início de maneira diferenciada. O mercado de smartphones já estava praticamente condensado e formado. Além disso, os mais fortes concorrentes tiveram fundadores jovens, ou seja, bem mais antenados a esse tipo de mercado. Já o idealizador da marca de celular Huawei foi um quarentão bonachão.

Aliás, bonachão e engenheiro de tecnologia militar. Trabalhava no Exército de Libertação Popular, o lado mais bélico da China comunista. Isto é, sua formação psicológica sofreu efeitos, digamos, ditatoriais.

Importante: convém lembrar que a situação sociopolítica da China estava complicada naquele momento. O controle do país estava sob comando do Partido Comunista, pois o braço forte, Mao Tse-Tung, tinha morrido. O processo de transição foi meio traumático. Contudo, o novo governo resolveu tomar uma série de medidas para abertura econômica e, consequentemente, tecnológica.

Nesse caso, o sentido de determinação da Huawei é compreensível. E o de planejamento é lógico. Assim, a marca de celular Huawei cresceu muito a partir de “um pedaço do mercado” de smartphones de suma importância: pesquisa e desenvolvimento.

A paralelo, a empresa passou a produzir dispositivos móveis e investir em marketing de equipamentos de telecomunicações. Desenvolveu também o braço de oferta serviços personalizados de rede.

Ganho de espaço internacional

Com alguns poucos anos de existência, a empresa manteve seu estilo voltado a parcerias e pesquisas. Dessa forma, a companhia Hutchison Whampoa, de Hong Kong, foi o primeiro parceiro fora da China da marca de celular Huawei. Isso foi em 1997, cinco anos depois da fundação.

Até então, o bom nome da marca já circulava por todo o território chinês. Com o contrato internacional, teve chance de fornecer acessórios para linhas fixas e ganhar espaço ainda maior.

Naquele mesmo ano, conheceu outras fontes de sucessos com seus produtos. Dois anos depois, criou um centro de pesquisa e desenvolvimento na Índia, em Bangalore. Com ele, criou grande variedade de softwares de telecomunicação.

Nos cinco anos posteriores, o grande salto da marca de celular Huawei se deu com a parceria feita com a IBM. Seu poder de consultoria e gerenciamento se elevou a graus altíssimos. Assim, expandiu ainda mais sua marca em mercados internacionais.

Em verdade, a parceria com a empresa americana ajudou a marca de celular Huawei tanto na prática quanto na experiência. Então, optou por continuar com esse modelo de contrato. Dessa maneira, levou a Motorola, Siemens e Symantec para sua carteira de cliente.

Ao mesmo tempo, a empresa estabeleceu acordos diversos com operadoras locais. Ou seja, a Vodafone, a T-Mobile e Bell Canadá, por exemplo, acabaram se envolvendo com os negócios da chinesa.

Postura diferenciada em negócios

Como a gente comentou no início deste artigo, o sistema de gestão da marca de celular Huawei é simples. A empresa não tem acionistas externas, ou seja, seu capital não está disponível a vendas por ações. O modelo de negócio se mostrou ideal em mercado tão competitivo.

Assim, seu presidente detém menos de 2% do capital declarado. O restante faz parte dos bens dos funcionários. Por isso e por outras posturas, a empresa teve maior crescimento de renda no exterior que dentro de seu país.

Então, ainda no quesito “pesquisas e desenvolvimento”, criou outro órgão. Dessa vez, em Estocolmo, Suécia. Nesse mesmo período, fundou outros quatro centros de pesquisas, todos nos Estados Unidos.

Com tudo isso, os valores da empresa se tornaram astronômicos.

A marca de celular Huawei no Brasil

O mercado brasileiro conheceu a marca de celular Huawei diretamente em 1999. Nesse ano, os primeiros modelos chegaram ao país via importação. Em verdade, foi estratégia de preparação de território da empresa.

Dois anos depois, anunciaria inauguração de sua fábrica própria. A cidade escolhida foi Campinas no estado de S. Paulo. Já no ano seguinte, uma nota na imprensa divulgou que a empresa investirá 123 milhões de reais em seu centro de distribuição. Dessa feita, a cidade foi Sorocaba.

A marca de celular huawei ainda firmou contrato com diversas empresas do país, como a Claro.

Modelos da marca de celular Huawei

marca de celular huawei aparehos
Existem vários aparelhos da marca de celular Huawei

Semelhantemente a outras empresas, a marca de celular Huawei lança seus produtos por séries. Veja abaixo os modelos mais recentes de algumas delas.

Série Mate – Huawei Mate 30 Lite

Trata-se de um dos modelos mais avançados. É interessante por muitos meios de análise, alguns deles chegam à excelência. O lançamento foi anunciado em grande evento na China. Segundo expectativas, é modelo para tirar muitos clientes de seus concorrentes.

O sistema operacional Android (Android 9 EMUI 9.0 Pie) foi um dos mais esperados por clientes do mundo inteiro. Ainda mais que é apoiado por processador 4x 2.2GHz Cortex-A73 + 4x 1.7GHz Cortex-A53.

A tela quase pode ser tida como de tablet por alguns desavisados, pois vai ter 6.21 polegadas. A resolução é fantástica: 2340X1080 pixels.

E essa tela grande está acomodada em estrutura de apenas 8mm de espessura e nas dimensões de 155.2X73.4X7.95mm. Tudo isso tem apenas 160gr. A capacidade de armazenamento contém 128GB de espaço e ainda é expansível por minicartão; a RAM tem 6GB.

As informações sobre o modelo são altamente animadoras. Pelo jeito, vai avançar muito em relação às capacidades multimídias com suas câmeras de 24 + 16 megapixels em resolução 5657X4243 pixels.

O sentido de inovação fica por conta das funcionalidades. A transferência de dados, por exemplo, vai se dar por LTE 4G, o que também é excelente para navegação virtual.

Dispõe ainda dos sensores acelerômetro, proximidade, bússola e impressão digital. A bateria de lítio tem amperagem de 3400 mAh.

Série P – Huawei P30 Lite

Esse modelo da marca de celular Huawei chegou ao mercado em março de 2019, ou seja, é bastante recente também. A memória capacitada à armazenagem de arquivos tem 128GB de espaço e é expansível a até 400GB. A RAM tem apenas 4GB, mas é altamente funcional, pois trabalha com processador próprio, o Huawei Hisilicon Kirin 710 octa-core.

A câmera Full HD+ com resolução de 1080×2312 oferece boa captura de imagem, apesar de ser um pouco inferior à do modelo anterior. Contudo, a força funcional é a adequada: 20MP. A câmera de selfie é poderosa com seus 32MB.

O sistema operacional Android 9.0 Pie se mostrou extremamente adequado à estrutura interna desse dispositivo.

A bateria Li-Ion não é removível, mas o carregamento é por sistema wireless. Tem compartimento para dois chips. Usa as tecnologias de Rede GSM, HSPA, LTE. Dispõe também de todas as funcionalidades auxiliares, como GPS, bluetooth, rádio etc.

Série Y – Huawei Y9 Prime

A tela desse modelo da marca de celular Huawei é o atrativo mais forte, segundo opiniões de consumidores finais. Ela tem mais de 6,5 polegadas e resolução de 2340X1080. “Para vídeos e imagens, é quase perfeita”, dizem aqueles mesmos consumidores.

A configuração se constrói por sistema operacional Android 9 EMUI 9.0 Pie, o que torna a usabilidade realmente interessante com boa experiência geral.

A memória interna de 64 GB expansível por minicartão é outro ponto atraente. E mesmo a RAM levemente baixa com seus 4GB não atrapalha em nada, pois se mostra competente.

Com câmera de traseira de 16MP + 8MP + 2MP com resolução de 4619X3464 pixels e frontal de 16MP, as imagens são capturadas ao modo quase profissional.

Contém área para dois chips que trabalham nas redes GSM, HSPA+ e LTE. O chipset Huawei HiSilicon Kirin 710 e o processador de 4X2.2GHz Cortex-A73 + 4x 1.7GHz Cortex-A53 são funcionais sem qualquer problema.

Os 8.8mm de espessura permitem bom manuseio juntamente com as dimensões de 163.5×77.3mm. O peso não atrapalha, mas parece estar fora do contexto geral da estrutura: quase 200gr.

Outra frase que parece destacar esse modelo perante os usuários é “não falta nada”. Afinal, a navegabilidade e transferência virtual de dados está a cargo do sistema LTE 4G. No rastro, vai ainda a excelente conectividade wi-fi e GPS.

Dispõe ainda de leitor multimídia, videoconferência e bluetooth. A câmera de 16 megapixels se mostra extremamente prática na captura de imagens com resolução de 4619×3464 pixels.

A bateria de litio com 4000mAh propõe longo tempo de uso.

Série Horor – Honor 20 e Honor 20 Pro

Essa série da marca de celular Hoawei é, em verdade, uma submarca da empresa. O mercado ficou em polvorosa quando o lançamento da série foi anunciado. Afinal, o foco principal desses modelos são altas melhorias na geração de imagens e vídeos.

O fato de dispor de quatro câmeras traseiras com 48MP e sensor de selfies inserido criou grande expectativa por parte do clientes finais. Câmeras auxiliares de 16MP ultrapanorâmcias estão alimentando a sensação geral. Ainda, uma delas possui 2MP e se destina à intensificação da profundidade das imagens.

Além disso, a tecnologia light fusion (fundição de quatro pixels em um só) para captura de selfies promete tornar obsoletos os modelos dos concorrentes. A tela de 6,2 polegadas com LCD complementa o estado de espírito do mercado.

A versão “Pro” é ainda melhor, claro. Além de todas as características da versão original, ainda dispõe de foco a laser e zoom melhorado em proporção inigualável. Seu sensor também melhora a abertura da objetiva. Com isso, a imagem capturada se mostra ainda mais intensa.

Esse modelo trabalha com o Kirin 980, que permite reconhecimento facial a partir de processador da própria marca de celular Huawei. Aliás, processador de altíssimo nível. A versão dispensou sensor de digitais como estratégia para minimizar o preço final; entretanto, manteve leitor biométrico simples.

A bateria de 3.750 mAh propõe excelente vida útil. Já os 6GB de RAM e os 128GB para armazenamento são ideais para oferecer grande usabilidade e bom espaço interno.

“Huawei” é flor, é ação, é movimento

O nome da marca de celular Huawei também foi produto de muito planejamento. Ele faz uma espécie de condensação de diversos significados, todos eles bastante positivos.

Pode ser “flor”, como indica a própria logomarca da empresa; pode ser “excelso”, “grandioso”; por sua vez, “hua” lembra o nome do país de origem. Nesse cenário, “huawei” tanto pode significar “flor em ação” (ou seja, perfumista), como “China em movimento” (ou seja,a em evolução).

Ainda, quem sabe, não seria errado identificar a intenção “perfume de China-flor em ação”. Tudo é possível quando se trata de estratégia chinesa de marcação de território.

Então, é isso.
A marca de celular Huawei trabalha com estilo próprio. Não é incomum dizer que o aparelho de celular que está em sua mão agora contém alguma parte dessa empresa chinesa. Afinal, seu campo de ação é amplo.

Assim, se você tiver alguma experiência relacionada à marca Huawei, deixe registrada na área de comentários abaixo.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.