O que é o recurso de GPS

O sistema de posicionamento global, popularmente conhecido por GPS (do inglês Global Positioning System) é um sistema de navegação por satélite que fornece a um aparelho receptor móvel a posição do mesmo, assim como informação horária, sob todas quaisquer condições atmosféricas, a qualquer momento e em qualquer lugar na Terra, desde que o receptor se encontre no campo de visão de quatro satélites GPS.

Telefones com GPS incluem recursos de localização. Um celular com GPS normalmente inclui um receptor de GPS no interior do aparelho. Com o software e operadora de celular apropriados, o telefone com GPS oferece vários recursos, como navegação passo-a-passo ou serviços de informações sobre estabelecimentos comerciais próximos.

Os Sistemas de Posicionamento Global usam um receptor de GPS para comunicar-se com um dos 24 satélites GPS em órbita da Terra. Para o receptor de GPS determinar sua localização, é preciso definir a posição em relação a ao menos três satélites GPS. Então, utilizando uma técnica chamada de trilateração, o software do receptor de GPS pode calcular sua posição.

Às vezes, o telefone com GPS é chamado de celular habilitado com GPS. O receptor de GPS no interior do telefone é muito pequeno e é impossível detectar as diferenças entre um celular com ou sem GPS apenas pelo seu tamanho.

Alguns modelos de telefones celulares contam com receptores e recursos de GPS mais complexos, e por essa razão essas características tornam-se parte importante de suas estratégias de marketing. Um telefone com GPS pode oferecer várias características e serviços relacionados com GPS, como rastreamento de localização e instruções passo-a-passo.

Outros recursos e serviços que costumam estar disponíveis em telefones com GPS incluem mapas geográficos e serviços de aplicativos baseados em localização, como notícias e publicidade baseados na localização do usuário. Este tipo de serviços relacionados com GPS são cobrados a parte na conta mensal do celular.

Para um telefone com GPS funcionar corretamente, é preciso ser capaz de enviar e receber sinais claros dos satélites GPS. Os sinais do receptor de GPS não são suficientemente fortes para penetrar certos obstáculos.

Encontram-se em funcionamento dois sistemas de navegação por satélite: o GPS americano e o GLONASS russo. Existem também dois outros sistemas em implementação: o Galileo da União Europeia e o Compass chinês.

O sistema americano é detido pelo Governo dos Estados Unidos e operado através do Departamento de Defesa.

Inicialmente o seu uso era exclusivamente militar, estando atualmente disponível para uso civil gratuito.

O GPS foi criado em 1973 para superar as limitações dos anteriores sistemas de navegação. O sistema foi declarado totalmente operacional apenas em 1995. Seu desenvolvimento custou 10 bilhões de dólares.

Consiste numa “constelação” de 24 satélites. Os satélites GPS, construídos pela empresa Rockwell, foram lançados entre Fevereiro de 1978 (Bloco I), e 6 de Novembro de 2004 (o 29º). Cada um circunda a Terra duas vezes por dia a uma altitude de 20200 quilómetros (12600 milhas) e a uma velocidade de 11265 quilómetros por hora (7000 milhas por hora), de modo que, a qualquer momento, pelo menos 4 deles estejam “visíveis” de qualquer ponto da Terra.

Os satélites têm a bordo relógios atómicos e constantemente difundem o tempo preciso de acordo com o seu próprio relógio, junto com informação adicional como os elementos orbitais de movimento, tal como determinado por um conjunto de estações de observação terrestres.

O receptor não necessita de ter um relógio de tão grande precisão, mas sim de um suficientemente estável. O receptor capta os sinais de quatro satélites para determinar as suas próprias coordenadas, e ainda o tempo. Então, o receptor calcula a distância a cada um dos quatro satélites pelo intervalo de tempo entre o instante local e o instante em que os sinais foram enviados (esta distância é chamada pseudodistância).

Decodificando as localizações dos satélites a partir dos sinais de microondas (tipo de onda electromagnética) e de uma base de dados interna, e sabendo a velocidade de propagação do sinal, o receptor, pode situar-se na intersecção de quatro calótes, uma para cada satélite.

Além de sua aplicação óbvia na aviação geral e comercial e na navegação marítima, qualquer pessoa que queira saber a sua posição, encontrar o seu caminho para determinado local (ou de volta ao ponto de partida), conhecer a velocidade e direção do seu deslocamento pode-se beneficiar com o sistema.

Atualmente o sistema está sendo muito difundido em automóveis com sistema de navegação de mapas, que possibilita uma visão geral da área que você está percorrendo, sendo integrados aos aparelhos móveis para facilitar ainda mais a navegação e a conexão e interatividade.

Existem diferentes receptores GPS, desde diversas marcas que comercializam soluções “tudo-em-um”, até os externos que são ligados por cabo ou ainda por bluetooth. Geralmente categorizados em termos de demandas de uso em Geodésicos, Topográficos e de Navegação.

Actualmente com a convergência de dispositivos, existem muita variedade de Pocket PCs com GPS interno. Estes têm a vantagem de se poder escolher o software que se pretende utilizar com eles.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.